Prefeito de São Gonçalo do Amarante, RN, não gostou de comentários de internautas em reportagens no Facebook do FalaRN.com 

O trabalho de divulgação das mazelas sociais e irregularidades na administração municipal, tem causado profundo incômodo ao prefeito Jaime Calado (PR), gestor público há sete anos da cidade de São Gonçalo do Amarante, RN.

É a sexta representação judicial do prefeito e seu grupo político contra os jornalistas do FalaRN.com em apenas nove meses. Os pedidos de indenização ultrapassam os R$ 100 mil.

Desde vez, Calado não gostou dos comentários numa publicação no Facebook e tenta atribuir a responsabilidade ao jornal na internet.

O internauta “Ari Dias Rezino” morador da cidade de Vilhena em Rondônia, escreveu: “Em vez de ficar contratando jabutis portariados, porque esse safado desse prefeito não realiza concurso público, acorda cidade de São Gonçalo (SIC)”, escreveu.

O comentário de Ari Dias Rezino é referente à publicação “Prefeito Jaime Calado intima vereadores para boicotar audiência pública”, clique aqui para fazer a leitura.

Jaime Calado questiona os motivos de ter sido chamado de “safado” pelo internauta.

Em outra publicação reproduzida na Fan Page do FalaRN.com na rede social Facebook, o mesmo internauta comentou: “Os ratos não querem largar o osso”, disse Ari Dias Rezino.

Esse comentário foi  feito na reportagem “Henrique Alves vai cobrar de Jaime Calado compromissos assumidos para 2015“.

O prefeito alega que o FalaRN.com vem “perseguindo-o e difamando-o paulatinamente, com ‘matérias’ que não tem nenhum caráter informativo, que não tem conteúdo verídico e que não serve para levar informação à opinião pública”, argumenta na ação judicial.

Na representação, Jaime Calado pede indenização por danos morais no valor de R$ 32 mil.

“O leitor tem liberdade e o direito democrático de se manifestar e deixar sua opinião. A maioria dos leitores do FalaRN.com não é fictícia, são cidadãos que estão indignados com a forma de como a cidade vem sendo governada e usam a internet para desabafar, protestar. Não temos interesse nenhum em censurar ninguém e nunca faremos isso. Sinceramente acho que o prefeito perde tempo movendo ações judiciais contra jornalista, enquanto deveria ter a preocupação de resolver os problemas da cidade. Sabemos que virão mais ações judicial e tememos pela nossa integridade física”, declarou Francisco Costa.

“Essa ação judicial mostra imperícia e despreparo da equipe do prefeito. Gastam o tempo precioso da justiça com banalidades. Nunca iremos proibir as pessoas de usarem seu computador, seu tablete, seu celular para fazer comentários em rede social. Estamos lutando contra o medo, a censura, a intimidação, o coronelismo e contra o aparelhamento da máquina pública e não vamos recuar, nunca. Se é crime falar a verdade, fazer jornalismo na essência da profissão, então, que a justiça nos julgue”, afirmou Josi Gonçalves.

LEIA TAMBÉM

JAIME CALADO E SEU GRUPO POLITICO TENTAM CALAR JORNALISTAS COM CINCO AÇÕES JUDICIAIS CONTRA O “FalaRN.com”