A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, decidiu que no próximo dia 14 de fevereiro, a partir das 8h, será realizado um ato de protesto em em frente à Governadoria no Centro Administrativo de Natal, RN.

No local será discutido o cumprimento da pauta de reivindicações por parte do executivo estadual.

A categoria luta pela jornada de trabalho com escala justa, promoção dos policiais que deveria ter acontecido em 25 de dezembro passado, além do pagamento dos promovidos em agosto de 2016.

Outros assuntos também serão debatidos na data como reajuste das diárias operacionais, vale-alimentação e fim da prisão administrativa.

Os policiais não descartam uma paralisação por tempo indeterminado. Sem o pouco efetivo nas ruas, que trabalha com baixa infraestrutura, a onda de criminalidade pode explodir no Rio Grande do Norte, ainda mais.

No Espirito Santo, tropas da Força Nacional foram enviadas pelo governo federal para substituir os policiais nas ruas, que decidiram manter greve por tempo indeterminado. Mais de 100 pessoas já foram mortas. A onda de violência continua sem controle.