Ligações de esgotamento clandestino que desaguam às margens do Rio Potengi, em São Gonçalo do Amarante, estão causando sérios problemas ambientais e prejuízos aos pescadores e marisqueiras da região.

A constatação do crime ambiental foi feita pelo advogado Alisson Taveira e pela presidente da Colônia de Pescadores de Natal, Rosângela Silva, ambos filiados à Rede Sustentabilidade.

Nesta terça-feira (09), eles visitaram o Porto dos Canoeiros, localizada em área de mangue às margens do Rio Potengi, e, ao lado de moradores da comunidade de Barreiros puderam comprovar o problema.

Rosângela Silva contou que presenciaram o esgoto sendo lançado livremente no local. “É revoltante, um descaso com a natureza. O mangue é um berçário de peixes e outros animais além de servir de habitat para diversas aves. Os danos causados ao meio ambiente, se não forem sanados, podem prejudicar a biodiversidade e sustento de milhares de famílias” explicou.

A Rede Sustentabilidade, garantiu que nos próximos dias acionará a CAERN, Ministério Público Federal e Idema para que medidas sejam tomadas visando sanar os transtornos causados ao meio ambiente